1. Horta vertical com garrafas PET reutilizadas

Esse projeto tem como intuito confeccionar uma horta vertical por meio da reutilização de objetos recicláveis proporcionando uma vida mais saudável. Ela é uma ótima opção para decoração, aliada a reutilização das garrafas que seriam descartadas, assim fornecendo uma melhor destinação e possibilitando ter verduras naturais e frescas, além de estar livre de agrotóxicos. Dentre outros objetivos, é possível através dessa realização reconhecer as contribuições da horta vertical para o consumo diário, proporcionar momentos de reflexão sobre a responsabilidade ambiental, realizar montagem da horta, utilizando pequenas plantas e sementes, perceber as contribuições de uma horta vertical no contexto em que se vive e conscientizar a importância da reutilização de objetos recicláveis.

1.1 Materiais

  • Garrafas PET de dois litros (vazias e limpas);
  • Tesoura e alicate;
  • Corda de varal;
  • Cordoalha, barbante ou arame;
  • Arruelas (somente para quem optar por cordoalhas ou arames);
  • Terra e muda de planta ou semente.

1.2. Métodos

1.2.1 O corte das garrafas. Todas elas devem ser cortadas da mesma forma, com uma espécie de janela, que será a abertura por onde a planta irá crescer. A distância entre a parte debaixo da garrafa e a abertura pode ser de “três dedos”; na parte de cima pode ser contado um palmo até o corte.

1.2.2 Dois furos devem ser feitos na região próxima às aberturas, superior e inferior. O cordão que segura as garrafas irá passar por meio deste espaço. O ideal é que todas tenham marcações em distâncias equivalentes, para manter a simetria quando forem penduradas na parede. O fundo de todas as garrafas deve ter um furo, que permita a saída do excesso de água na terra.

1.2.3 Dois fios, que passam pelas extremidades das garrafas, as mantêm presas. Por isso, as arruelas são utilizadas. Quem escolher o uso dos arames deve colocar as arruelas logo abaixo das garrafas, para servirem como “calço”, para que elas não escorreguem. O barbante e a corda de varal não precisam disso. Nesses casos, basta dar um nó na altura em que a garrafa deverá ficar.

Uma vez as garrafas devidamente presas e alinhadas, basta colocar a terra, a semente e cuidar para que as plantas cresçam saudáveis. Dentre esses cuidados, deve-se regar diariamente e deixá-las em um espaço arejado e banhado pelo sol por pelo menos por cinco horas diárias. Também é necessário adubá-la rotineiramente, uma vez por semana, ou dependendo da necessidade. Para fazer o adubo orgânico, é só fazer uma compostagem com restos de alimentos e folhas.